Varizes


As varizes são facilmente identificáveis ao simples exame visual. O exame físico permite identificar as possíveis causas das varizes. Como complemento, usamos o Ultrassom com Doppler do sistema venoso, que fornece os dados como o calibre das veias, seu fluxo ou refluxo, presença de trombose recente ou antiga, e possíveis pontos de compressão.

 

Por ser uma doença crônica e evolutiva, os pacientes com varizes evoluem a estágios mais avançados da doença com alterações irreversíveis na pele da região afetada, como escurecimento, descamação e ressecamento da pele, associados a piora dos sintomas de dor, queimação e inchaço, podendo ocorrer a abertura de feridas nas pernas. No outro extremo temos os pequenos vasos dérmicos chamados telangectasias (ou simplesmente vasinhos) com um apelo principalmente estético, no início, mas podem gerar alguns sintomas como dor e desconforto local.

 

Existem praticamente infinitas apresentações da doença venosa e a escolha do tratamento depende do tipo de veia, da condição clínica do doente, da localização e extensão do problema na veia, bem como da expectativa a respeito deste tratamento.

 

O único especialista que domina todas estas técnicas, e pode indicar o melhor tratamento, é o cirurgião vascular. Se você tem qualquer grau de doença venosa, cuide-se! As varizes são progressivas; se nada for feito, a tendência é o agravamento do quadro.

 

Fonte: Sociedade Brasileira de Cirurgia Vascular.